Tamandaré


Forte de Tamandaré

O município é constituído por um distrito chamado Save.

Clique em um dos links abaixo para conhecer um pouco mais sobre Tamandaré:

 Um dos locais interessantes, em Tamandaré, para a visita dos turistas são as ruínas da Igreja de São Benedito, em Carneiros. Localizada à beira-mar da praia do município, a construção data do século XIX.

Ruínas da Igreja de São José

Tamandaré tem 16km de muito mar e areia branca. As águas são calmas, excelentes para o banho, graças aos recifes de corais. Sua faixa de areia na maré baixa é de aproximadamente 60 metros. A região é excelente para os passeios náuticos.

Também são imperdíveis os passeios de barco nos rios Ariquindá e Formoso com suas prainhas, coroas e manguezais. A praia dos carneiros é uma atração à parte, com seu cenário preservado e seus grandes coqueirais.

    Tamandare Rio Formoso

Uma boa dica é visitar os laboratórios da escola de pesca do Cepene/Ibama, para conhecer algumas espécies marinhas.

Tamandaré tem uma das poucas áreas remanescentes da Mata Atlântica do Brasil, a Reserva Biológica de Saltinho, com seus 538 hectares de mata. O lugar é habitat natural de várias espécies de animais como: tatu, lebre, cutia, papa-mel, o guaxinim, entre outros.

Uma queda d’água de dez metros de altura também atrai muitos visitantes. A cachoeira da Bulha D’água está encravada numa área de preservação da Mata Atlântica, nos limites da Reserva Biológica de Saltinho. Ela já foi uma grande fonte de água mineral, e hoje ainda preserva águas límpidas, com três quedas fortes que atraem o ecoturista

HISTÓRIA

A palavra Tamandaré é de origem indígena, do vocábulo tupi “tab-moi-inda-ré“, que significa o repovoador. Segundo a lenda, “o repovoador” era um pajé a quem o grande deus dos trovões, Tupã, avisou que iria exterminar os homens. Assim, quando houve o dilúvio, Tamandaré já se encontrava na arca com sua família, onde ficou até o fim das chuvas, voltando em seguida às terras secas para reiniciar o seu povoamento.

Originalmente, Tamandaré não era mais do que uma praia selvagem, quando fazia parte das terras de Una e Rio Formoso, herdadas pelo coronel João Pais Barreto IV, na segunda metade do século XVI. Foi elevada a distrito em 1905, por influência  das famílias Pimentel, Amorim Salgado e Salgado Accioli, descendentes dos Pais Barreto.

Canhões do Forte de Tamandaré

Obteve a sua emancipação política em 28 de setembro de 1997, durante o governo de Miguel Arraes, sendo prefeito do Rio Formoso José Hildo Hacker, pai do atual prefeito.

Ao contrário do que se pensa, foi o município que deu nome ao título do marquês de Tamandaré, o patrono da marinha brasileira. Em 1859, acompanhando o casal imperial em viagem ao norte do Brasil, de passagem por Pernambuco, Joaquim Marques Lisboa pediu ao imperador D. Pedro II para trazer os restos mortais de seu irmão, Manuel Marques Lisboa Pitanga, morto na Confederação do Equador, em 1824. Os despojos estavam sepultados no cemitério do pequeno porto de Tamandaré. Pelo gesto, quando o imperador resolveu fazê-lo barão, no ano seguinte, deu-lhe o título de barão de Tamandaré.

TURISMO

Conheça um pouco mais sobre a cidade de Tamandaré.

Tamandaré fica a 99 km de Recife, capital de Pernambuco é a praia ideal para quem está à procura de tranqüilidade. Não é tão agitada como as praias próximas, Porto de Galinhas e Maragogi, mas não menos bela. Ela é lindíssima e a cidade é super limpa. A praia dos Carneiros, a 5 km do centro é uma das principais atrações da região, com águas mornas e calmas.

 Praia dos Carneiros

Tamandaré fica no centro da “Costa dos Corais”, são 16 Km de Orla que formam 7 Enseadas, sendo Carneiros a mais famosa e eleita uma das 10 praias mais bonitas do Brasil. A região foi abençoada com uma natureza exuberante: coqueirais, extensas áreas de mangue e reservas de Mata Atlântica se alternam, conferindo um ar selvagem à costa do município. O clima é tropical, com temperatura média de 26ºC o ano todo. As chuvas são repentinas e de pouca duração, mantendo um clima agradável e criando magníficos arco-íris que proporcionam um espetáculo de rara beleza. Valeu a pena viajar pelo litoral nordestino em busca desse paraíso – tivemos muita sorte em achá-lo!

 Praia de Tamandaré

Ao anoitecer, normalmente é formada uma roda para contar e ouvir vivências, curiosidades ou “causos”. O Receptivo é feito pelos proprietários e o hóspede tem a oportunidade de receber muitas dicas sobre outros destinos, tanto do litoral nordestino quanto do deslocamento do Rio Grande do Sul até o Ceará – dicas de quem viajou algumas vezes, de carro, em busca desse paraíso.

Tamandaré à noite

PRAIAS

As praias do município atraem milhares de turistas de diversas partes do país e do exterior, com boa infra-estrutura hoteleira, além de diversos restaurantes que fazem a alegria dos visitantes, oferecendo pratos de frutos do mar.

Na praia da Boca da Barra é possível ver o encontro entre as águas do rio Mamucabas com o mar. Lá é possível curtir as delícias do banho nas águas doces do rio e, ao mesmo tempo, se banhar também nas águas mornas do mar.

Praia de Tamandaré

Essas imagens são apenas uma pequena mostra do que são as suas piscinas naturais, águas mornas e cristalinas, que propiciam um mergulho indescritível entre os arrecifes de corais, os peixes e tudo mais que esse paraíso tem a oferecer. Além disso, acredite, é possível fazer esses mergulhos sem ninguém ao seu lado caminhando e tornando a água turva, caso você deseje.

 Tamandaré Piscina Natural  Tamandaré Piscinas Naturais

 

Praia dos Carneiros

Em Tamandaré você tem que desfrutar da paisagem selvagem da praia dos Carneiros, localizada à 5 Km da cidade. Carneiros é uma praia de sonhos. São 5 Km de coqueiros que margeiam toda a sua extensão, a água é límpida e morna e sua paisagem é moldada pelo estuário do Rio Formoso e por um paredão de arrecifes de 1Km de extensão. As piscinas naturais e os bancos de areia oferecem um espetáculo de cores inigualável. As ondas banham a “igrejinha dos Carneiros”, porque ainda hoje utilizada em eventos isolados. A praia é um paraíso que merece ser visitado, pois a paisagem ainda é quase a mesma do início do século. Permite ancoragem natural na maré baixa de pequenos barcos e médias embarcações na maré alta.

Praia dos Carneiros

A Praia dos Carneiros chama atenção pelo seu cenário paradisíaco. Considerada uma das mais belas do litoral pernambucano, o lugar apresenta extenso banco de areia clara, altos coqueiros e águas cristalinas, o que encanta turistas do Brasil e do mundo.

 Praia de Carneiros

No local, o visitante pode aproveitar os momentos de folga tomando um delicioso banho de mar nas águas mornas e transparentes das piscinas naturais, formadas por recifes de corais. Além disso, é possível realizar uma saudável caminhada na orla ou curtir ainda agradável brisa marinha à sombra da vegetação nativa.

Praia de Carneiros

 Vale destacar que a área possui boa infraestrutura de hospedagem e alimentação. À beira-mar, é possível observar alguns bares que fazem a diversão dos visitantes.

Praia de Carneiros

Praia das Campas

É na praia das Campas onde está construída a Igreja do padroeiro da cidade, São Pedro. A praia das Campas é delimitada ao sul pela Igreja de São José e ao norte pelo Hotel Marinas. O acesso é fácil, podendo-se observar sua arquitetura colonial. É na Praia das Campas onde se localiza a maior parte das belas casas de veraneio do município. A extensão da praia é de 4,7 Km de águas calmas, excelentes para o banho, em função da presença dos recifes de corais.

 Praia das Campas

Sua faixa de areia na maré baixa é de aproximadamente 60 metros. Destaca-se ainda sua conservação e limpeza. Possui estrutura de ancoragem para pequenas embarcações, sendo oferecidos vários passeios náuticos, mergulhos contemplativos e pesca em alto mar.

Praia de Tamandaré

Tamandaré tem 16 Km de praias que revelam uma paisagem quase intocada pela mão do homem. Está localizada entre as praias do Pontal do Lira e Campas, em área urbana, com várias casas de veraneio. A paisagem oferece coqueiros e um banho de mar em águas tranqüilas. O mar oferece possibilidade de ancoragem natural para pequenas embarcações.

 Praia de Tamandaré

Ao norte da praia, ainda se observa as ruínas da Igreja de São José e ao sul o Pontal do Lira.

 Praia de Tamandaré

Observa-se um paredão de recifes de corais acerca de 200 metros da praia. Sua faixa de areia é de até 50 metros na maré baixa. Águas mornas, cristalinas, de um verde intenso, convidam o turista ao banho de mar e até ao mergulho – uma aventura para quem quer desbravar um território de belezas marinhas. A praia de Tamandaré ainda conta com uma estrutura padronizada de quiosques no calçadão de sua orla marítima, na rua São José, onde você poderá provar a gastronomia local.

Praia de Tamandaré 

Praia do Pontal do Lira ou do Forte

A Praia do Pontal do Lira fica localizada ao norte da praia de Tamandaré e possui uma extensão de 1Km. Possui uma vasta vegetação de coqueiros espaçados e é excelente para banhos. A presença de recifes de corais oferece esta tranqüilidade. Em maré baixa chega a oferecer uma extensão de areia de aproximadamente 70 metros. A Praia do Pontal do Lira possui um razoável estado de preservação e o mar oferece possibilidade de ancoragem natural para pequenas e médias embarcações no pier do CEPENE/IBAMA. Na Praia do Pontal do Lira existem comércio formal e informal para sua comodidade.

Praia Pontal da Lira

É também na Praia do Pontal do Lira que se encontra o Forte e Farol de Santo Inácio.

Boca da Barra

É na Boca da Barra que as águas do Oceano Atlântico se encontram com o rio Mamucabas, formando um espetáculo de rara beleza de manguezais e bancos de areia. O local é bastante freqüentado por turistas, que podem aproveitar as delícias do banho nas águas doces do rio, e se banhar também nas águas mornas do mar. O rio Mamucabas é um dos poucos no Estado que conseguem manter o nível de poluição igual a zero.

A Boca da Barra é limitada ao norte pelo pier do CEPENE/IBAMA e ao sul pelo estuário do rio Ilhetas e Mamucabas. Sua extensão é de 2,5km em praia ondulada, passando a quebrada na direção da foz do rio. Excelente para banho, pois possui uma costa de arrecifes no trecho ao sul, formando assim piscinas naturais na baixa mar. Possibilidade de ancoragem natural para pequenas e médias embarcações no pier da Escola de Pesca CEPENE/IBAMA. Nesta praia encontra-se a área de preservação da APA dos Corais.

MERGULHOS

Confira nossas dicas de mergulhos em Tamandaré:

Quem visita Tamandaré se depara com um mar limpo e ideal para prática de mergulho. Suas águas são mornas e favorecem diversas belezas submarinas, tais como – bancada de corais, peixes coloridos e naufrágios. Os melhores meses para prática de mergulho são janeiro e fevereiro, pois a visibilidade chega a 20 metros e os locais são a Praia de Tamandaré e as piscinas naturais em frente ao bar Bora Bora. Os mergulhos vão desde o conhecido batismo em águas rasas, até os mais profissionais a profundidades de 20 a 25 metros, todos com instruções de um orientador. As piscinas naturais de Tamandaré encontram-se há apenas 500 metros da praia , excelentes para prática de mergulho livre, com profundidades em maré baixa variando de 0,5 a 8 metros.

 Mergulho

Confira nossas dicas de mergulhos em Tamandaré:
Mergulho autônomo contemplativo nas Carapitangas – paredão de corais em alto mar, aproximadamente a 40 minutos mar a dentro em frente ao Hotel Marinas. Profundidade entre 18 e 25 metros.

 fundo do mar

Mergulho autônomo contemplativo no naufrágio Aiuia – aproximadamente a 20 minutos do Hotel Marinas, em frente ao Pontal dos Carneiros, profundidade entre 8 e 10 metros.

 Fundo do mar

Passeios Náuticos

• Às piscinas naturais em frente à igreja de São Pedro (duração 1h)
• À ilha do coqueiro solitário na praia do Porto (duração 2h)
• À praia dos Carneiros e Rio Ariquindá (duração 2h)
• À ilha de Santo Aleixo (duração 3h)
• Mergulho de batismo nos corais em frente ao Hotel Marinas (prof. entre 5 e 8m)
• Mergulho nas Carapitangas (prof. entre 18 e 25m)

Marinas
O mar de Tamandaré também oferece diversão para quem gosta de navegar. A cidade possui sete marinas (garagem de embarcações). Na baía de Tamandaré, entre o Pontal do Lira e a Boca da Barra, o balneário pode receber embarcações de médio porte, visto que a profundidade no local é de 8 metros.

Marina do Rio: (81) 3676.1288
Marinas Alto Mar: (81) 9986.1489 / 9973.0676 / 3676.1989
Marina das Campas: (81) 3676.1954
Marina Pontal de Maceió: (81) 3676.1345
O Marujo (Catamarã e Lanchas): (81) 3676.1038/8803.3695

NATUREZA

Áreas de Proteção Ambiental

A Resolução nº 10/88 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) refere-se às Áreas de Proteção Ambiental (APA’s) como unidades de conservação destinadas a proteger e conservar a qualidade ambiental e os sistemas naturais ali existentes, visando a melhoria da qualidade de vida da comunidade local e a proteção dos ecossistemas regionais. Em Tamandaré podemos encontrar a APA de Guadalupe.

 reservas biologica

Destacamos as seguintes atrações ecológicas no nosso site:

Conheça mais sobre cada uma delas.

APA de Guadalupe

localizada ao sul de Tamandaré e que ocupa uma área de 44.799 ha, sendo 32.135 ha de área continental e 12.664 ha de área marítima, compreendendo os municípios de Sirinhaém, Rio Formoso, Barreiros e Tamandaré. Possui uma diversidade incrível de ecossistemas, que abrangem a reserva florestal da Mata Atlântica, estuários, manguezais e bancos de corais. Na APA de Guadalupe encontram-se também animais como paca, cutia, gato-do-mato, papa-mel, o mico-estrela-de-tufos-brancos e pássaros como xexéu, tangará, curiatã, patativa, galo-de-campina e canário-da-terra. Seus manguezais se estendem por quilômetros e constituem abrigo para peixes, camarões ostras e caranguejos, e todos estes seres representam a base alimentar dos moradores da região.

 APA

APA Costa dos Corais

a mais recente e maior unidade de conservação marinha criada no Brasil, protege os recifes costeiros localizados entre o litoral sul de Pernambuco e norte de Alagoas. Nessa área, encontram-se os mais desenvolvidos e preservados recifes de corais costeiros do Brasil.

Reserva Biológica de Saltinho

Habitat natural de várias espécies de animais! Está localizada em Tamandaré uma das poucas áreas remanescentes da Mata Atlântica do Brasil. É a Reserva Biológica de Saltinho, com 538 hectares de mata, habitat natural de várias espécies de animais, como: tatu, lebre, cutia, papamel, o guaxinim, sem falar nas cobras como coral, jararaca, sucuri e nos pássaros como picapau, o papa-taioca, o tucano verdadeiro, a perua-choca, o pintor verdadeiro e até morcegos.Na reserva também está localizada a barragem que abastece o município de Tamandaré, e o Museu da Árvore. Atualmente a reserva é administrada pelo Ibama.

Cachoeira Bulha D´Água

A diversidade da natureza proporciona, a quem visita Tamandaré, um encontro inesquecível com a cachoeira Bulha D’água. A cachoeira está encravada numa área de preservação da Mata Atlântica nos limites da Reserva Biológica de Saltinho e possui altura aproximada de 10 metros e largura de 15 metros. Ela está localizada às margens da PE-76, a rodovia que dá acesso à cidade. A cachoeira é muito procurada pelos visitantes, e suas águas mantém uma temperatura que nunca ultrapassa os 15ºC.

cachoeira bulha

Ela já foi uma grande fonte de água mineral, e hoje ainda preserva águas límpidas com três quedas fortes que atraem o turista que deseja ter um contato cada vez mais intenso com a natureza.

Rio Ariquindá

Segundo CPRH é o rio menos poluído de Pernambuco. Destaca-se por ser o marco inicial do CT (Centro Turístico) Guadalupe. Pode-se observar de sua margem ao norte a beleza da Praia de Guadalupe, um dos centros turísticos do litoral pernambucano. Na sua margem direita se encontra a praia dos Carneiros e na margem esquerda o mirante natural no município de Rio Formoso. Sua largura é de aproximadamente 70 metros e com 6 metros de profundidade, possibilitando assim, sua navegação em pequenos botes. Sua vegetação predominante são os manguezais que tomam todas as margens. Em sua orla conta ainda com uma marina, população nativa e poucas casas de veraneio.

Tamandaré Rio Arinquidá

 

Recifes de Corais

Uma das mais extraordinárias formações da natureza, os recifes de corais são privilégio dos mares tropicais e patrimônio de poucos países em todo o mundo. No Atlântico Sul, apenas o Brasil possui esse tipo de formação. Os recifes de corais do mar de Tamandaré são um presente da natureza que levou milhares de anos para se formar. A evolução biológica e geológica deixou marcas que só fazem tornar ainda mais raro o espetáculo de vida marinha, com centenas de espécies de animais e plantas. Os amantes da natureza vão encontrar piscinas naturais formadas pelos recifes de corais, que além de protegerem a costa, por formarem um dique natural que impede o avanço do mar, servem também de abrigo para inúmeras espécies de peixes e camarões. Os recifes funcionam como habitat de várias espécies que precisam desse ecossistema para sobreviver. Em Tamandaré já foram encontradas 105 espécies de peixes diferentes. É um local perfeito para o turismo ecológico.

 Recife de Corais

Manguezais

Como todo o litoral do CT (Centro Turístico) Guadalupe, Tamandaré também apresenta uma área de mangues, onde a vegetação das zonas estuarinas torna o ambiente perfeito para várias espécies marinhas, como moluscos, crustáceos, ostras e peixes. Essas espécies de peixes vivem parte da vida no mar, mas durante uma determinada época do ano migram para o estuário em busca de alimentos ou para reprodução. É comum encontrar nessas áreas o caranguejo-uçá, guaiamuns, aratus, siris, e até o pitú, que é típico de água doce. O manguezal mais rico é o formado pelo estuário dos rios Mamucabas e Ilhetas, que oferece uma paisagem de rara beleza.

 Manguezais

Morro do Oitizeiro

No Morro do Oitizeiro você pode observar o mar azul-esverdeado que banha Tamandaré e o seu vasto coqueiral. O ponto serviu na Segunda Guerra Mundial como observatório durante a noite, para que as forças inimigas não invadissem nossa costa. No tronco do Oitizeiro encontra-se uma fenda natural onde foi colocada uma imagem de São Pedro.

Comentários